bism_12.gif (4324 bytes)
Em Nome de Deus, O Clemente, O Misericordioso!

Al Jazzar.gif (26035 bytes)

Ahmad Ibn Ibrahim Al Jazzar

Al Jazzar

Um Eminente Médico

Ahmad Ibn Ibrahim Al Jazzar, nasceu no seio de uma família de eminentes médicos, em Quirawan, na Túnisia, no ano de 285 da Hégira, tanto se pai, Ibrahim como seu tio Abu Bakr, eram médicos renomados, com os quais ele estudou medicina.

Abu Yaqub Suleiman Al Israili era outro eminente médico e autor, de quem ele auferiu grandes benefício na sua carreira acadêmica, ele permaneceu totalmente devotado tanto ao estudo da medicina como de outras disciplinas, como filosofia, ciências naturais, história, geografia e literatura.

O Al Jazzar instalou uma clínica privada próxima a sua casa, ele possuía nela um rico dispensário equipado com variedade de xaropes, drogarias, eletuários, ungüentos, etc...

Depois de examinar o paciente, Al Jazzar podia diagnosticar a doença e prescrever o remédio para ele, que era providenciado pelo seu bem treinado atendente, de nome Racik, ele também inspecionava o dispensário diariamente, e o conservava apropriadamente.

Al Jazzar era também conhecido pelo seu elevado caráter e conduta reta, apesar de ter à sua disposição todos os meios para levar uma vida luxuosa, tinha um simples e austero estilo de vida.

Ele evitava a companhia de governantes e altos funcionários do Estado, Abu Talib Ahmad Ibn Ubaidullah Al Mahdi, tio do Califa fatimida; Al Muizz (952-975), era o único amigo a quem ele visitava toda Sexta-feira.

Todavia, ele era sociável a seu próprio modo, compartilhava das alegrias e das tristezas de seu povo, comparecendo a cerimonias matrimoniais e aos funerais, apesar de nunca comer nada nessas ocasiões, era também muito amável para com os pobres.

Ele não apenas os cuidava gratuitamente, mas também os ajudava financeiramente, tudo isso lhe proporcionou uma grande reputação na sociedade, como bibliófilo, Al Jazzar possuía uma biblioteca, na qual ele costumava estudar e registrar suas pesquisas e observações clínicas, como resultado disso, em breve ele se tornou um médico completo um sábio, e passou a desfrutar, no mundo árabe, da mesma fama e do prestígio que desfrutava Ibn Al Farabi, falecido em 950, e Ibn Sina 1037.

Quando Al Jazzar faleceu em Quirawan, em 1009, com a idade de 80 anos, deixou para sua biblioteca uma vasta propriedade avaliada em 24.000 dinares.

Suas Obras

Ahmad Ibn Ibrahim Al Jazzar, foi um autor prolífico, aproximadamente 22 livros são atribuídos a ele por Ibn Abi Usaybiya, sendo que outro biógrafo de nome Hassan Hassani Abdul Wahab, menciona 40 livros escritos por ele sobre medicina e outras disciplinas, os seu mais famosos trabalhos são os seguintes:

Zad Al Musafir Wa Kutul Hadhir

(A Provisão do Viajante e o Alimento do Morador de Cidade)

Esse livro composto de dois volumes, conta-se entre os clássicos da medicina islâmica, manuscritos desse livro estão preservados nas bibliotecas de Paris, Argélia, Alemanha, Oxford, Índia e Holanda.

Foi traduzido para o latim nos meados do século cinco da Hégira, foi também traduzido para o grego, o hebreu e o italiano.

 Siyassat Al Sibian Wa Tadbiruhum

(Tendências das Crianças e o seu Controle)

Esta foi uma das mais originais contribuições do autor para a psicologia infantil, visava o tratamento e o controle das crianças desde o primeiro momento da concepção, no útero da mãe, até o estágio da sua adolescência, ele também contém inúmeros conselhos médicos para as mães e as parteiras.

Kitab Al Itimad

(O Livro de Confiança)

Este é um livro muito útil de medicina simples, seus manuscritos estão preservados na biblioteca do Al Jazzar e no museu Britânico, foram também traduzidos para o hebreu e o latim.

Outros livros importantes de Ahmad Ibn Ibrahim Al Jazzar são:

Seus Principais Escritos Sobre História e Geografia

Em acréscimo ao que foi citado acima, Al Jazzar foi o autor de vários livros sobre história e geografia, seus mais importantes trabalhos nesses assuntos foram:

Finalmente é necessário citarmos no contexto que Ahmad Ibn Ibrahim Al Jazzar também produziu um bom número de médicos, entre os quais citamos o Andaluz, Abu Hafs Ômar Bin Bariq, entre os mais eminentes que, após completar os seus estudos médicos, voltou para Espanha e tornou-se o médico pessoal do Califa Omíada Abdul Rahman Al Nasir (912-961), ele também publicou os livros do seu professor, alguns dos quais foram traduzidos para o latim e para outros idiomas. 


botao 02.gif (1918 bytes)